Clique aqui e receba nossa

NEWSLETTER

BOOKMARKS

Eco Cidades
Brotas - SP

Brotas - SP

Brotas está localizada bem no centro do estado de São Paulo, no coração de uma das regiões mais desenvolvidas no país, mas que ainda nos presenteia com suas riquezas e belezas naturais preservadas. Dotada de uma posição geográfica estratégica e privilegiada, vêm assumindo um novo caminho e desponta no contexto ecoturístico nacional. Historicamente sempre ligada à produção rural e a economia agrícola, teve sua época áurea no princípio de século com a cultura de café. Por sua vez reúne características bastantes significativas no que se refere a preservação de recursos naturais, pois retém uma grande parcela de mata nativa, abrigando uma considerável bio diversidade animal e vegetal. Mas seu maior patrimônio natural consiste no relevo de modo geral suave, na formação das “Cuestas Basálticas”; e de seu grande manancial hídrico, destacando-se o Rio Jacaré Pepira, um dos poucos rios ainda não poluídos do estado. Essas condições naturais, faz do município de Brotas, uma das poucas regiões do interior de São Paulo, que ainda concilia ambiente natural, com os aspectos de uma área, quase toda ocupada por atividade rural, garantindo-lhe uma forte beleza paisagística, além de apresentar aspectos culturais típicos da comunidade local. Brotas, abriga em suas “serras” várias nascentes e rios encachoeirados, que cortam vales e encostas; concentra uma enormidade de atrativos turísticos, na sua maioria hídricos (represa, ribeirões, cachoeiras, corredeiras e nascentes). Seu potencial natural aliado ao incremento de produtos e serviços turísticos, confere à região um enorme potencial para o ecoturismo e para o turismo rural. E hoje já é com certeza, ponto de referência para a prática de esportes de aventura aquáticos, como: rafting, o bóia-cross, a canoagem e o canyoning. Embora os atrativos naturais sejam o grande diferencial de Brotas, a cidade possui monumentos históricos que estão na sua totalidade, ligados ao período em que a cidade foi um dos grandes produtores de café. Na zona rural encontram-se sedes de fazendas com até 150 anos e a cidade conta com casarões antigos com expressiva arquitetura de época. A cultura popular, está contida na típica rotina interiorana. A gastronomia tem como destaque a culinária caipira, cujo principal atrativo é o fogão à lenha utilizado até hoje por grande parcela da população rural. O artesanato conta com produtos como bordados e alimentos, como: doces caseiros, licores, queijo, mel, pinga, etc.

.: Dados Gerais
agenda

O município de Brotas está localizado na região central do estado de São Paulo, a 208 quilômetros, em linha reta, a noroeste da capital do estado e a 60 quilômetros a sudoeste de São Carlos. Situando-se nas coordenadas geográficas 22º 17´ 12´´ de latidude Sul e 48º 07´ 35´´ de longitude Oeste do meridiano de Greenwiche e o núcleo urbano a uma altitude de 636,30 metros acima do nível do mar. Brotas pertence à região de governo de Rio Claro, que, por sua vez, pertence à região administrativa de Campinas, sendo um dos maiores municípios em área do estade de São Paulo, com cerca de 112.000 hectares. Seus limites territoriais são: ao norte com Ribeirão Bonito: ao sul com Torrinha e São Pedro: à leste com São Carlos e Itirapina e à oeste com Dourado e Dois Córregos. Geologicamente, o município de Brotas está localizado na Bacia Sedimentar da Província do Paraná. O relevo desta Província é contituído de planaltos tubulares e cuestas basálticas concêntricas, que drenam suas águas para os rios Paraná e Uruguai. A chamada cuesta basáltica se assemelha a um degrau contínuo, com um patamar na base e outro no topo podendo chegar até 200 metros de altura, o topo é denominado de frente de cuesta e a base de reverso da cuesta, onde existem os Morros Testemunhos, ou seja morros isolados que se destacam na planície. Esta paisagem se formou através de derramamento basáltico proveniente da Era Mesozóica que na Era Cenozóica sofreu um forte processo de erosão que propiciou então o surgimento da Depressão Periférica, das Cuestas e do Planalto Ocidental, compondo o relevo da região. A vegetação típica do município de Brotas se divide em extensões interioranas da Mata Atlântica localizadas nas escarpas da cuesta, cerrados e cerradões no reverso da cuesta, e matas galerias que seguem os cursos d´água. Essa vegetação se encontra hoje praticamente toda devastada devido a intensa exploração agropecuária do município, apenas os trechos mais íngremes, algumas faixas de cerrado e pequenas áreas ao longo dos rios e riachos preservam a mata nativa. O clima de características tropicais apresenta temperatura média anual entre 21,8ºC e 23,0ºC, sendo fevereiro o mês mais quente (médias de 25,1ºC) e junho o mais frio (média de 18,7ºC), segundo NICOLINI (1990). A precipitação média anual varia entre 1100 a 1400 mm chovendo mais em dezembro (2500mm) e menos em julho (30mm). Devido às chuvas orográficas que ocorrem na escarpa do planalto a região das cuestas possui maiores índices pluviométricos comparando com a Depressão Periférica. As condições naturais de Brotas propiciam um favorável potencial turístico, com destaque para os recursos Hídricos do município.

.: Sustentabilidade
agenda

Categoria: Leis e Decretos Ambientais » Decreto Municipal nº 2903/2008 - Procedimento para o Licenciamento Ambiental » Decreto Municipal nº 2923/2008 - Dispõe sobre o controle e a redução de gases de efeito estufa » Lei Complementar Municipal nº 18/2007 - Dispõe sobre a organização administrativa da Prefeitura Municipal de Brotas » Lei Complementar Municipal nº 18/2007 - Política relativa à proteção ambiental no município » Lei Municipal nº 1574/98 - Dispõe sobre os atos lesivos à limpeza pública » Lei Municipal nº 1623/1999 - Institui o código de arborização urbana do município » Lei Municipal nº 1874/2003 - Dispõe sobre o Licenciamento Turístico Ambiental - LTA das atividades e empreendimentos turísticos do município » Lei Municipal nº 1995/2004 - Dispõe sobre a criação do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA » Lei Municipal nº 2163/2007 - Autoriza o poder executivo municipal celebrar convênio com o Estado de São Paulo, objetivando a cooperação institucional nas áreas de fiscalização e licenciamento ambiental » Lei Municipal nº 2164/2007 - Cria o Fundo Municipal de Defesa do Meio Ambiente - FUMDEMA » Lei Municipal nº 2179/2007 - Institui projeto de edificação de moradia denominado "habitação sustentável" » Lei Municipal nº 385/84 - Dispõe sobre a criação e regulamentação do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - COMDEMA » Lei Municipal nº 668/88 - Dispõe sobre o uso e manejo do solo, água, flora e fauna no âmbito municipal » Lei Municipal nº 993/93 - Dispõe sobre a criação da Secretaria de Meio Ambiente

.: Meio Ambiente
agenda

Parque dos Saltos Área de importância ambiental e histórica. Localizado no perímetro urbano é o cartão postal de Brotas, pois o rio corta a cidade, formando várias quedas e corredeiras, onde anualmente é realizado o campeonato de canoagem. E ainda abriga um prédio de valor histórico e arquitetônico da antiga usina hidroelétrica. Represa do Rio Jacaré Pepira Localizada no Bairro do Patrimônio, no alto da serra, 23 Km/SE da cidade, ocupa uma área de aproximadamente 14,5 ha, onde se pode desenvolver atividades de lazer como nado, pesca, além de esportes náuticos, caiaque e passeios de barco.

.: Educação & Cultura Ambiental
agenda

• O tema do Meio Ambiente já faz parte da grade escolar do ensino Básico e Médio presente no município. • Policia Ambiental está presente com ações educativas regulares • Campanhas anuais destinados às escolas públicas do município (Semana do Meio Ambiente) tem sido muito bem avaliada pela população • A existência de parques públicos preservados e/ou com estrutura e acesso para a população, bem distribuídos nas zonas habitáveis da cidade, estimula grande frequencia e visitação pelos municípes e visitantes.

.: Urbanismo e Habitação Sustentável
agenda

As ruas e praças do município são embelezadas por várias espécies de árvores típicas. A cidade não possui edifícios altos, nem mesmo na área central. Os bairros são adequamente distribuodos na região territorial urbana.

.: Resíduos (Lixo / Esgoto) & Reciclagem
agenda

O tratamento do esgoto de Brotas é realizado desde o ano de 1988, o que mostra o comprometimento com a questão de preservação do meio ambiente do município e do órgão. A Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) é a unidade onde ocorrem os processos químicos, físicos e biológicos que removem as cargas poluentes, para que o produto final seja devolvido ao meio ambiente, seguindo os padrões exigidos pela legislação ambiental. O tratamento acontece através do sistema de lagoas australianas e facultativas, que permite que até 96% da água seja recuperada. São realizados laudos para verificar a redução da carga poluidora, de forma a garantir que a emissão de carga poluidora em corpo receptor seja adequada e obedeça a legislação ambiental.

.: Recursos Renováveis (Água e Energia)
agenda

CAPTAÇÃO E TRATAMENTO Mais de oito mil residências no município de Brotas são atendidas pelo Saaeb (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Brotas). O compromisso com o abastecimento e a qualidade da água oferecida alcançam também a população do bairro de São Sebastião da Serra, popularmente conhecido como Patrimônio e do Loteamento Estância Lagoa Dourada no bairro do Broa. A água fornecida na cidade é captada nos Córregos das Águas Claras e da Minhoca; já três poços artesianos abastecem o Patrimônio e um poço o Broa. Porém, são quilômetros que separam os pontos de captação da Estação de Tratamento de Água (ETA), no bairro “Chácara das Mansões”. Muito trabalho é empregado para garantir que a água seja distribuída nas residências e pontos comerciais com a melhor qualidade possível, dentro das exigências do Serviço de Vigilância em Saúde e do Ministério da Saúde. Após a captação, a água passa por uma série de procedimentos físicos e químicos para que o líquido fique livre de qualquer contaminação, assim se tornando potável, alcançando a melhor qualidade possível para o consumo. São diversas etapas que incluem a retenção de galhos, folhas, sementes, qualquer tipo de material orgânico. -A água bruta (vinda direto da captação) recebe a primeira dose de cloro e cal hidratado para iniciar a desinfecção e corrigir o ph, deixando a água neutra. -Em seguida, são adicionados demais produtos químicos para aglomerar as partículas sólidas na superfície. Durante a floculação, a água é colocada em movimento em tanques de concreto, para que as partículas se ajuntem em grandes flocos. -A decantação é o espaço onde a água fica por um período em tanques de concreto. E por ação da gravidade, as partículas ficam depositadas no fundo do tanque, desta forma, separando-se da água para ser retirada. -O líquido segue agora para diversos filtros, formados com carvão ativado, areia e pedra. As impurezas pequenas ficam retiradas nesta etapa, bem como qualquer gosto e cheiro. -Já no final do percurso dentro da Estação de Tratamento de Água, o líquido passa pelas bombas dosadoras de cloro e flúor para seguir pelas adutoras e ser distribuída para os onze reservatórios da cidade, sendo dois deles dentro da Estação, três próximos da Polícia Militar, outros dois próximos da Polícia Militar Rodoviária e quatro no bairro Campos Elíseos. Todo o percurso para garantir a qualidade da água oferecida à comunidade demora aproximadamente oito horas dentro da Estação de Tratamento de Água. Os funcionários trabalham 24 horas, divididos em turnos, e realizam análise a cada duas horas da água que está sendo tratada. Isso permite que qualquer alteração que seja percebida, possa ser corrigida e a água não saia da estação com qualquer irregularidade. Os poços artesanais do Patrimônio e do Broa também são atendidos pelo serviço do Saaeb, já que a água retirada recebe doses de cloro e flúor seguindo o mesmo padrão de qualidade. Outra medida para garantir a excelência no atendimento e qualidade são as coletas semanais de água, em 10 pontos na cidade. O objetivo é realizar o controle de bactérias e corrigir alterações entre o produto final da Estação de Tratamento de Água e a torneira do consumidor.

.: Economia Sustentável Municipal
agenda

De Out/11 a Mar/12 foi realizado o Censo da Ecnomia Verde de Brotas. A empresa Made in Forest do Brasil identificou todos os atores da Economia Verde presente no município, onde foram identificados 97 iniciativas pertencentes aos setores da Economia Verde do município. Deste total, 91 (93,8%) correspondem a atividades corporativas/institucionais. 88 Brotenses criaram perfis na rede ambiental Made in Forest, conforme veremos detalhadamente. Os 97 atores corporativos, identificados como atuantes na economia verde, sobre o total de empresas/entidades formais presentes no município, que de acordo com o IBGE (Censo 2010) é de 1.262 empresas, atinge o índice de 7,2% de atividades como sendo da Economia Verde. O restante dos 6 identificados, são profissionais/pessoas físicas, organizações informais, presentes na sociedade local, que também se identificam com atitude ambientalmente responsável. Atualmente o município ainda possui uma economia predominantemente agrícola, onde destaca-se também a agroindústria da cana, que hoje gera a maior parte da mão-de-obra. Considerando-se a tradição agropecuária e os recursos naturais do município, cachoeiras, matas preservadas e serras, a atual administração municipal junto com a população tem desenvolvido uma economia turística, com base no ecoturismo (turismo rural, turismo aventura, como caminhadas, esportes de aventura e várias atividades praticadas junto à natureza), que visa uma alternativa de desenvolvimento sustentável para o município.

706798

Numero de Visitas da Eco Cidade

nesta página desde


.: CONTATOS
endereco

Rua Benjamin Constant, 300 .
Centro, Brotas - SP
CEP: 17380-000

E-mail: gabinete@brotas.sp.gov.br
Telefone: 14 3653 9900
Site: http://www.brotas.sp.gov.br/index.php

.: MURAL
agenda

Últimas postagens

.: AUTENTICAÇÃO
agenda